mercado de trabalho em fotografia
- 0 Com

Mercado de trabalho em Fotografia

Guia de Profissões

mercado de trabalho em fotografia

A fotografia é a arte de eternizar momentos! Registrar imagens com qualidade pode parecer fácil, mas requer muita dedicação, investimento e estudo por parte do profissional que deseja seguir nessa área. A fotografia é uma forma de arte visual, utilizada para capturar e documentar momentos.

Se gosta de tirar fotos e está considerando profissionalizar essa paixão, talvez o mercado de trabalho em fotografia seja interessante para você!

Formação em Fotografia

Para atuar profissionalmente com Fotografia, é possível recorrer a cursos livres e de extensão ou cursos superiores. A diferença entre as modalidades de ensino é o tempo de duração dos cursos e o investimento.

Cursos livres e de extensão, geralmente, se tratam de cursos de curta duração, com carga horária variando entre 15h e 100h. Enquanto que uma graduação na área, conta com carga horária a partir de 1.600h, o que confere ao estudante uma abrangência teórica e prática muito maior.

Na Ampli, oferecemos a graduação em fotografia a distância, com 1 ano e meio de duração. Este curso superior capacita profissionais para conciliar arte, estética e técnicas de iluminação no registro de imagens, seja para fins artísticos, comerciais ou documentais. Confira aqui a grade curricular do curso.

Mercado de trabalho em Fotografia

O mercado de trabalho em Fotografia é super amplo, sendo possível escolher aquela que mais se encaixa no seu perfil. Para decidir, é importante levar em conta a oferta de trabalho, remuneração e, é claro, suas preferências pessoais.

É possível trabalhar em empresas ou por conta própria como freelancer. Para isso, será primordial construir sua rede de contatos e divulgar o seu portfólio para atrair clientes. A internet é uma grande aliada nesse processo, em especial as redes sociais! Vamos conhecer algumas das opções de atuação do profissional de fotografia:

Áreas de atuação em Fotografia

Fotografia social

Trabalhando com fotografia social, você irá fotografar eventos sociais como casamentos, aniversários e formaturas. Nessa área, muitos dos profissionais atuam de forma autônoma ou com vínculo empregatício com empresas de organização de eventos.

Fotojornalismo

Quem trabalha com fotojornalismo fica encarregado de registrar acontecimentos com cunho jornalístico e investigativo. É o caso de quem fotografa protestos e greves, por exemplo. Na fotografia jornalística, o profissional é capaz de transmitir informações ou descrever um acontecimento através da imagem.

Fotografia de moda

Aqui, o profissional será responsável por realizar a produção e fotografar peças de roupas, acessórios e produtos de beleza para lojas e campanhas publicitárias. A fotografia de moda é uma excelente área para quem tem um bom senso estético.

Fotografia gastronômica

Se você gosta muito de culinária além da fotografia, uma dica é unir as duas paixões e se dedicar a fotografar pratos, transformando-os em convites visuais para possíveis clientes dos estabelecimentos.

Veja também: Mercado de trabalho: Gastronomia.

Fotografia de Família e Newborn

Um segmento que está em alta hoje é a fotografia de casais, famílias e crianças recém-nascidas. Pode ser uma ótima opção para aqueles que gostam de atuar de forma autônoma, administrando sua própria agenda e desenvolvendo o relacionamento com os clientes.

Fotografia de viagem

Alguns blogueiros de viagem começaram a investir na contratação de um profissional para acompanhá-los nas jornadas, quando reconheceram o impacto de uma boa fotografia. É possível também trabalhar fotografando por conta própria vendendo as imagens online para plataformas como a Adobe Stock e o Shutterstock.

Além das áreas citadas acima, podemos mencionar ainda a fotografia documental, fotografia, esportiva e a fotografia arquitetônica.

Faixa salarial

Um fotógrafo ganha em média R$ 1.653,03*, de acordo com a pesquisa do salario.com.br. É muito comum no mercado de trabalho em fotografia que o profissional da área tenha mais de uma ocupação, sendo a jornada média semanal de 43 horas de trabalho. 

*Acesso em julho de 2021

Salário por porte da empresa

  • • Microempresa: a partir de R$ 1.559,92
  • • Pequena e média empresa (PME): a partir de R$ 1.798,23 
  • • Grandes empresas: a partir de R$ 2.070,72

Cidades com maiores salários

  • • Rio de Janeiro, RJ: média salarial de R$ 2.376,79
  • • São Paulo, SP: média salarial de R$ 2.021,64
  • • Fortaleza, CE: média salarial de R$ 1.806,73
  • • Curitiba, PR: média salarial de R$ 1.564,64
  • • Taubaté, SP: média salarial de R$ 1.189,10

COMENTÁRIOS