competências socioemocionais
- 0 Com

O que são competências socioemocionais? Veja 9 exemplos!

Planeje sua Carreira!

o que são competências socioemocionais

O cotidiano é repleto de altos e baixos. Acontecimentos variados que se sucedem durante o dia mexem com nosso equilíbrio emocional. Quem nunca ficou extremamente chateado ao presenciar uma situação de injustiça? Ou quando você é a vítima dela? E como nos sentimos no resto do dia depois desse baque?

É aí que entra o conceito de competência socioemocional. Ela diz respeito ao jeito que lidamos com nossas emoções, em qualquer lugar, em qualquer tempo. Pensando no ambiente de trabalho, a empresa espera que seus funcionários tenham determinadas competências emocionais para poder executar bem seu trabalho.

Claro que não somos máquinas e temos sentimentos. Assim, a empresa não espera que você simplesmente não sinta nada durante o dia. Mas espera que você saiba lidar com emoções contraditórias, que podem abalar tanto o seu trabalho quanto a sua vida pessoal. Vamos conhecer esse conceito mais de perto.

O que são competências socioemocionais?

Competências socioemocionais são habilidades ligadas às emoções desenvolvidas ao longo do tempo. Para identificar quais são as suas e desenvolver aquelas que você ainda não tem, é interessante iniciar uma jornada de autoconhecimento. O processo de se conectar com seu eu interior e investigar a si mesmo, traz respostas de como você soluciona problemas e lida com determinadas situações.

É possível desenvolver competências socioemocionais?

Claro que sim! Não é porque você não tem determinada competência socioemocional que não poderá desenvolvê-la. E uma forma de fazer isso, é conversar com outros colegas e até com seus superiores no trabalho. Eles podem ajudá-lo a identificar os pontos que você precisa desenvolver. Uma vez que você as reconheça, pense em como elas podem ser úteis no seu dia a dia, não só no ambiente profissional, mas também no pessoal.

Veja também: 10 dicas de como ter proatividade no trabalho.

Falando em pessoas, procure sempre estar perto daquelas que te inspiram. É o que se chama de relacionamento positivo: ele desperta nosso melhor. Assim, é uma forma de reforçar nossas qualidades e de trazer para cima aquelas competências que não aparecem tanto assim.

Em casos mais extremos, uma ajuda profissional de um psicólogo ou terapeuta pode ser de grande valia. A orientação deles vai fazer muita diferença no autoconhecimento e pode até ajudá-lo a superar traumas. Com isso, você vai se sentir melhor e vai saber lidar melhor com suas emoções!

Exemplos de competências socioemocionais

Empatia

É o famoso ‘se colocar no lugar do outro’. Pode parecer banal, mas é uma competência socioemocional importantíssima. Ao fazer isso, você consegue saber como o outro se sente para poder ajudá-lo de alguma forma, nem que seja somente ouvindo. 

Autoestima

É fortemente ligada ao autoconhecimento. É o jeito como nos avaliamos e a opinião que temos a nosso respeito. É quando sabemos quais são nossos pontos fortes e fracos. Dessa forma, podemos trabalhar mais nossas imperfeições, trabalhar a autoaceitação e reforçar nossas qualidades.

Ética

É a avaliação da nossa conduta e da conduta das outras pessoas, levando em consideração o que a sociedade espera de nós. É o que nos ajuda a discernir o certo do errado.

Paciência

Essa é uma das mais procuradas. Saber esperar pelo momento certo, e ter autocontrole para saber esperar, é uma das que andam em falta por aí.

Responsabilidade

É assumir as consequências de um ato. Ao chamar para si a responsabilidade por alguma tarefa, você se compromete a realizá-la. Caso isso não aconteça, por diversos motivos, é você quem vai admitir a culpa e procurar resolver o problema.

Autoconhecimento

É entender quais são as suas qualidades e defeitos. Falamos deles lá na autoestima. O autoconhecimento nos ajuda demais a nos entender para que possamos trabalhar o que precisa ser reforçado.

Comunicação

Saber conversar com as pessoas é uma habilidade cada vez mais procurada nas empresas. Uma boa comunicação resolve problemas, ajuda a executar os trabalhos de maneira mais precisa e torna o ambiente mais agradável. Está bastante ligada à empatia.

Autonomia

Tomar decisões por conta própria também é algo que as empresas buscam. O funcionário vai precisar tomar decisões, muitas vezes, sem poder consultar seus superiores. Essa competência socioemocional vem ao longo da experiência, e tem a ver com a responsabilidade.

Autocontrole

Precisamos ter autocontrole perante as situações que vivenciamos. Ter o controle das emoções ajuda a não se deixar levar por elas em momentos críticos. Quando eles passarem, aí as emoções podem ser extravasadas – afinal, guardá-las para si pode ser ainda pior.

COMENTÁRIOS