Faculdade de Engenharia de Software

Saiba tudo sobre a Faculdade de Engenharia de Software!

Conhecer bem os cursos de graduação pelos quais você se interessa é muito importante na hora de escolher aquele que melhor se encaixa nos seus interesses e suas ambições para o futuro. Na área de tecnologia e TI, isso vale ainda mais pela quantidade de possibilidades de carreira e caminhos para o sucesso.

Para ajudar sua pesquisa, hoje vamos falar tudo sobre a Faculdade de Engenharia de Software. Neste post, veja o que faz esse profissional graduado, as matérias no currículo, duração, preços e tudo para decidir se é hora de iniciar a sua busca pelo diploma. Acompanhe!

Qual é o objetivo da graduação em Engenharia de Software?

O curso em Engenharia de software visa preparar profissionais na atuação teórica e prática para planejamento, pesquisa e desenvolvimento de aplicações, ferramentas e soluções digitais a partir da programação lógica desses produtos.

Quem cursa a graduação se forma com conhecimentos avançados em lógica computacional, engenharia tecnológica, programação estruturada, análise de sistemas, entre muitas outras habilidades ligadas à capacidade de transformar ideias em aplicações digitais funcionais.

É uma faculdade dentro da área de exatas e muito indicada para pessoas com afinidade e vontade de trabalhar em áreas de TI e desenvolvimento de software. Também é o curso perfeito para quem gosta de inovar e participar da linha de frente da transformação digital em todos os aspectos da sociedade e cultura atualmente.

A principal característica de quem se forma em Engenharia de Software é aplicar o conhecimento técnico de programação a projetos que transformam ideias de funcionalidades e ferramentas em serviços de software, que podem ser utilizados tanto por empresas como se tornar experiências interativas para o público geral.

Quais são as áreas de atuação na Engenharia de Software?

Uma coisa interessante de quem busca essa carreira é que completar o curso de Engenharia de Software abre uma gama imensa de possibilidades de atuação e especialização.

Afinal, com a digitalização cada vez maior de todos os aspectos das nossas vidas, uma nova solução para pessoas, empresas, governos, enfim, para todo o mercado, depende de engenheiros de software para ser criada.

Entre essas possibilidades, Engenheiros de Software podem trabalhar com:

  • análise de sistemas e gestão de TI;
  • desenvolvimento de software;
  • desenvolvimento e manutenção de bancos de dados empresariais;
  • desenvolvimento de sistemas de gestão;
  • desenvolvimento mobile;
  • desenvolvimento de jogos;
  • segurança da informação;
  • desenvolvimento em cloud.

Se você busca uma Faculdade para trabalhar em TI e áreas similares, a Engenharia de Software é uma das melhores opções. Até porque esse trabalho de planejamento e construção de soluções digitais está no centro de grande parte das demandas em tecnologia atualmente.

Como a Faculdade de Engenharia de Software é vista no mercado?

A Engenharia de Software e outras áreas do mercado de trabalho de TI são algumas das profissões com maior demanda no mercado atualmente. E, pela crescente digitalização das relações de consumo e serviços, essa tendência tende apenas a crescer nas próximas décadas.

No Brasil, o salário médio para quem é graduado em Engenharia de Software está entre de R$6.000 e R$8.000 para profissionais plenos. Salários para quem está iniciando começam na base de R$4.000 e podem passar de R$10 mil, para profissionais mais experientes.

Um ponto interessante do mercado para a profissão é que há muito espaço para o trabalho remoto para outros países e até mesmo uma demanda pela importação de talentos em polos de desenvolvimento, como EUA, Canadá e Europa.

Ou seja, quem se forma em Engenharia de Software pode estar dando o primeiro passo para uma carreira multinacional, seja se mudando para outros países ou fazendo isso da própria casa, no Brasil.

Por último, um ponto interessante é que há também muito espaço no mercado para quem quer trabalhar como freelancer ou até criar seu próprio serviço de desenvolvimento. Se você tem uma veia mais empreendedora, pode transformar suas habilidades em um negócio.

Um exemplo disso é a quantidade de startups que surgiram nos últimos anos, principalmente com apps para mobile. Exemplos que mostram que uma boa ideia, aliada ao conhecimento técnico de desenvolvimento, pode se transformar na próxima grande marca no futuro. 

Qual a duração do curso de Engenharia de Software?

O tamanho do curso de graduação em Engenharia de Software varia entre instituições, escopo e tipo de diploma entregue na conclusão. Portanto, vamos usar o exemplo da Ampli para que você tenha uma ideia de quanto tempo terá que dedicar para se tornar profissional.

O Bacharelado da Ampli é apresentado em um currículo de 3.200 horas, divididas em 6 semestres letivos. São apenas 3 anos de estudos para conseguir seu diploma e, mais do que isso, sair com toda a bagagem e capacitação necessária para atuar em qualquer área da profissão — seja teórica, técnica ou prática.

Quem se forma pela Ampli termina o processo com a capacidade de análise de sistemas e projetos para funções de consultoria e monitoramento, além das habilidades de desenvolvimento para produzir soluções digitais próprias e iterar sobre aquelas já existentes. Ou seja, o curso forma profissionais completos para qualquer demanda atual de mercado.

Quais são as principais matérias de Engenharia de Software?

Seguindo o exemplo da graduação EAD em Engenharia de Software da Ampli, vamos apresentar agora quais são as matérias mais importantes para o curso dentro de cada semestre do currículo desenvolvido para apresentar um ensino completo e objetivo da profissão. Confira.

1º Semestre

Por se tratar de uma área profissional extremamente técnica, um bom curso de Engenharia de Software foca desde o começo na união entre preparação teórica e de mercado para profissionais e sua aplicação prática.

No primeiro semestre, portanto, há um mix de matérias que envolvem o conhecimento teórico, a consolidação de noções sobre o mercado e posição profissional e introdução de técnicas de desenvolvimento. Os principais exemplos de matérias são:

  • Conceitos de Algoritmos e Programação Estruturada;
  • Lógica Computacional;
  • Fundamentos de Cálculo Aplicado;
  • Empreendedorismo e inovação;
  • Engenharia, Ciência e Tecnologia.

2º Semestre

Já no segundo semestre, o curso começa a preparar uma base técnica para o aluno, introduzindo conceitos mais práticos sobre sua participação no mercado de trabalho e os elementos que compõem sua rotina. São matérias como:

  • Linguagem de Programação;
  • Análise e Modelagem de Sistemas;
  • Modelagem de Dados;
  • Sociedade e Cidadania;
  • Direito Cibernético.

3º Semestre

A terceira etapa do curso faz com que alunos mergulhem de vez na atividade prática de Engenharia de Software, apresentando noções, técnicas, ferramentas e conceitos utilizados para transformar ideias e demandas em produtos digitais factíveis.

É quando grande parte da teoria aprendida até aqui começa a ser aplicada em áreas reais de atuação, em projetos que poderão fazer parte da rotina de trabalho de profissionais no futuro. Exemplos:

  • Sistemas de Informação;
  • Métodos Matemáticos;
  • Análise Orientada a Objetos;
  • Redes e Sistemas Distribuídos;
  • Desenvolvimento de Bancos de Dados.

4º Semestre

Passando da metade do curso, estudantes de bacharelado em Engenharia de Software começam a aprofundar de vez seus conhecimentos práticos na profissão.

É o momento de consolidar tudo o que foi aprendido até então, buscando as habilidades necessárias para transformar conceitos em produtos digitais, de fato. É também quando futuros profissionais entram em contato com tecnologias que mostram muita demanda para o futuro. Veja essas matérias:

  • Linguagem Orientada a Objetos;
  • Interface e Usabilidade;
  • Técnicas de Inteligência Artificial;
  • Governança de TI;
  • Computação em Nuvem.

5º Semestre

No penúltimo semestre de curso, o escopo de atuação de quem se forma em Engenharia de Software aumenta consideravelmente. Neste ponto, já se considera que o estudante está preparado para se iniciar no mercado de trabalho, com o conhecimento necessário para desenvolver suas próprias soluções digitais.

No entanto, ainda falta consolidar conhecimentos mais amplos desse processo, principalmente no gerenciamento de projetos para que profissionais atinjam seus objetivos próprios ou coletivos de uma empresa.

Afinal, para uma profissão tão demandada, não adianta saber apenas a prática de programar. Sua veia de gestão, organização e inovação também se torna um diferencial que valoriza seu trabalho. Isso é trabalhado no quinto semestre em matérias como:

  • Desenvolvimento WEB;
  • Projeto de Software;
  • Arquitetura de Software;
  • Segurança e Auditoria de Sistemas;
  • Garantia de Qualidade de Software (QA);
  • Frameworks para Desenvolvimento.

6º Semestre

Ao chegar no último semestre, você já terá todas as capacidades necessárias para atuar no mercado: conhecimentos teóricos, técnicos, de gestão e de execução de projetos em Engenharia de Software.

Para concluir essa jornada e se tornar profissional com bacharelado na profissão, as matérias neste ponto focam ainda mais nas aplicações práticas de desenvolvimento para ter sucesso na carreira em áreas com crescimento de demanda. São elas:

  • Implementação de Projeto WEB;
  • Infraestrutura Ágil;
  • Segurança em Engenharia de Software;
  • Testes, Prototipagem e Manutenção;
  • Desenvolvimento de Sistemas E-commerce;
  • Desenvolvimento Mobile.

Qual é o preço do curso de Engenharia de Software?

Assim como falamos no tópico sobre a duração do curso de Engenharia, esta resposta depende muito do tipo de instituição de ensino que você escolhe para cursar.

É muito comum que vestibulandos pensem que uma mensalidade mais alta signifique uma qualidade superior de ensino, mas isso não é tão garantido nos dias de hoje. Faculdades modernas investem em tecnologia, eficiência de ensino e plataformas digitais para aumentar o padrão do curso com um preço ainda mais acessível para quem busca um diploma.

Portanto, o que vale para escolher sua melhor opção de estudo é aquela Faculdade que oferece um currículo bem estruturado e, mesmo com mensalidades reduzidas, ainda tem padrão de ensino reconhecido no mercado.

É o caso da Ampli, que criou um modelo próprio e super otimizado de ensino e, mesmo com um custo bem reduzido para os alunos, apresenta nota máxima no MEC.

Buscar o equilíbrio ideal entre qualidade e preço e investigar as credenciais e o modelo de atuação são as ações mais garantidas para que você escolha o curso certo para sua carreira.

Em que modalidades o curso de Engenharia de Software é oferecido?

Assim como boa parte dos cursos de ensino superior com bacharelado atualmente, a Engenharia de Software pode ser oferecida em três modalidades diferentes: presencial, semipresencial e EAD.

Uma das vantagens do curso nesse sentido é que a Engenharia de Software hoje, até pela própria natureza da função, é praticada quase que em sua totalidade em ambientes digitais.

Toda a documentação, ferramentas de aprendizado, ambientes de teste e avaliação e até aplicação real de mercado são acessíveis com acesso à internet e aplicações especializadas.

Isso significa que a Engenharia de Software é uma graduação muito propícia para o modelo de Ensino à Distância (EAD).

Do seu próprio celular ou computador, você terá acesso a todo o material didático necessário e os meios de prática e avaliação exigidos para se formar na área. Assim, você pode alinhar sua rotina de estudos com trabalho, estágio ou outro tipo de formação que você esteja buscando.

Essa flexibilidade também é interessante na hora de experimentar mais na área, aproveitando o material para fazer seus próprios projetos pessoais e utilizar esse conhecimento extra para focar em uma especialização em paralelo com a conclusão do bacharelado.

Quem cursa Engenharia de Software em uma Faculdade que se adapta à sua rotina tem muito mais espaço para se dedicar e crescer.

Como se matricular na Faculdade de Engenharia de Software?

Se você já decidiu que a Engenharia de Software pode ser o melhor passo para iniciar sua carreira, saiba que você está muito mais perto desse sonho do que imagina. Matricular-se em uma faculdade é simples, rápido e permite começar a estudar o quanto antes.

Novamente, podemos usar como exemplo o curso EAD da Ampli para Bacharel de Engenharia de Software. Você pode se inscrever em nosso vestibular e fazer a prova quando quiser, em um processo totalmente online.

Passando pela prova, você já terá acesso completo ao curso de graduação de Engenharia de Software, podendo baixar as aulas em seu celular ou computador e estudar quando quiser, mesmo sem internet.

Agora é com você!

Com mensalidades que cabem no bolso, sistema flexível e eficiente de EAD e o primeiro mês grátis, a Faculdade de Engenharia de Software da Ampli pode ser o primeiro passo para o seu sonho de uma carreira na área!

Que tal, então, iniciar essa jornada agora mesmo? Entre no site da Ampli, conheça o curso e inscreva-se!

Posts Recentes
Fique por dentro das nossas novidades e receba conteúdo exclusivo