faculdade de Ciências Biológicas
- 0 Com

Conheça tudo sobre a faculdade de Ciências Biológicas!

Guia de Profissões

Saiba tudo sobre graduação em Ciências Biológicas

Quando você para e reflete sobre as profissões que poderia seguir, a de biólogo se destaca e chama a sua atenção? Então, você não pode deixar de ler este post! É que aqui trazemos um compilado de informações essenciais sobre como é, como funciona e o que esperar da faculdade de Ciências Biológicas — ou apenas faculdade de Biologia.

Continue lendo para não perder nenhum detalhe e entender quais são os diferenciais dessa formação para quem busca uma carreira com múltiplas oportunidades de desenvolvimento, atualização e relevância social!

Qual é o objetivo da graduação em Ciências Biológicas?    

Na graduação em Ciências Biológicas você tem dois caminhos no ensino superior: o Bacharelado e a Licenciatura. Vamos entender melhor o motivo disso!

Bacharelado em Ciências Biológicas

O Bacharelado em Ciências Biológicas é uma habilitação diretamente interligada com o que o mercado de trabalho exige dos jovens e as demandas que ele impõe. Por isso, apresenta continuamente aos diversos segmentos em que o biólogo pode trabalhar, assim como os espaços em que ele contribui para o avanço científico e como se dá essa relação.

Além disso, ela também traz questões relacionadas à atualização profissional, à discussão sobre os avanços tecnológicos nas ciências e aos processos bioéticos. Para completar, ela ainda explora os vínculos da Biologia com outras áreas afins (como Química e Física) para que você tenha um referencial de conhecimento mais generalista e abrangente sobre a natureza e os seres vivos.

Licenciatura em Ciências Biológicas

A Licenciatura em Ciências Biológicas, por outro lado, é uma habilitação que prepara aqueles que querem ingressar no ramo do ensino. Afinal, basta lembrar que a Biologia (e os diversos eixos de estudo dela) não se trata apenas de uma matéria universitária.

Ao contrário, a Biologia é um conteúdo que também está presente na área da educação básica brasileira, principalmente no ensino médio. Portanto, o licenciado tem a possibilidade de lecionar para os alunos das escolas públicas e privadas.

Mas não acaba aí, já que esse campo não se resume só à prática do ensino-aprendizagem. Tenha em mente que essa graduação também tem o objetivo de proporcionar a qualificação e o conhecimento técnico necessários para que você tenha como atuar com pesquisa científica, extensão e iniciação universitárias e desenvolvimento tecnológico.

Quantas pessoas cursam Ciências Biológicas no Brasil?

Os dados mais recentes do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), obtidos em 2019, antes do início da pandemia de Covid-19, apontam um panorama bem interessante para a área.

O Bacharelado em Ciências Biológicas obteve 75.810 inscritos no processo de seleção para novos alunos. Desse total, 35.983 ingressaram no curso — isto é, quase metade dos vestibulandos (47,46%). Já na Licenciatura em Biologia os números são ainda mais expressivos. Isso porque houve quase 2,5 vezes mais candidatos a essa formação.

Ao todo, foram 185.055 estudantes inscritos nela. Como resultado, o número de aprovados para estudar e se capacitar como futuros biólogos foi de 79.309. Ou seja, cerca de 42,85% do total.

Quais são as principais matérias de Biologia?

Pegando como exemplo a grade curricular de Licenciatura em Biologia da Ampli, você tem mais de 30 disciplinas para se aprofundar nos conceitos biológicos e nas práticas de docência e pesquisa. Não é para menos que esses conteúdos, somados, contabilizam mais de 3.200 horas-aula. Bastante coisa, né?

Abaixo, revelamos um pouco mais do que você confere em alguma dessas matérias e como elas vão contribuir para a sua capacitação profissional. Fique atento!

Educação Inclusiva

Em Educação Inclusiva, você estuda os aspectos relacionados ao papel do Homem na sociedade e como ele é impactado em situações de deficiência física, motora e intelectual.

A partir daí, você é levado a entender como essa parte da população muitas vezes acaba sendo negligenciada no cenário educacional do país e como essa situação contribui para estimular uma sociedade desigual e separatista.

Em paralelo, você e os demais graduandos aprendem como as políticas de educação estão sendo elaboradas e trabalhadas para reverter esse complexo cenário.

Há também a discussão de como os futuros docentes podem contribuir para criar um ambiente escolar que seja justo e acolhedor para todos. Isso sem falar, é claro, sobre quais iniciativas pedagógicas podem ser adotadas com esse objetivo para acabar com a invisibilização de uma parte tão importante da população.

Educação e Tecnologias

Educação e Tecnologias, por sua vez, discute a fundo o uso de ferramentas e recursos tecnológicos na prática da docência e na interação entre professores e alunos.

Afinal de contas, a cada ano cresce o número de formações (básicas, profissionalizantes e universitárias) que fazem uso da internet e de programas virtuais. Portanto, é preciso estar a par dessa nova realidade e entender como ela muda a dinâmica do seu trabalho.

Por isso, você se aprofunda no impacto dessas mudanças no ensino-aprendizagem, nos benefícios e desafios que ele traz e como isso pode ser aproveitado de forma eficiente, tanto na rede de ensino pública quanto na rede privada. Afinal, são contextos que têm investimentos e acessos a tecnologias muito distintos entre si.

Metodologia Científica

A disciplina de Metodologia Científica é a sua porta de entrada para a produção científica — e isso não é exagero. Nela, você aprende sobre o passo a passo para a criação de pesquisas (de campo, bibliográficas, de estudos de caso etc.), as teorias que ditam o levantamento e a apuração de dados de forma metódica e precisa e o conceito do que é ciência na nossa sociedade.

Além disso, você conhece como funciona a padronização de trabalhos científicos conforme os principais órgãos de normatização técnica no meio acadêmico. É o caso, por exemplo, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Para completar, você dá início aos seus primeiros projetos científicos que vão ser úteis para a sua preparação para o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Psicologia da Educação e da Aprendizagem

Em Psicologia da Educação e da Aprendizagem, você estuda o processo de aprendizagem dos seres humanos e a relação com a cognição — que é justamente uma série de capacidades que temos para nos auxiliar a compreender, formular e reter informações.

Diante disso, os alunos conferem as principais teorias de ensino conforme as fases da vida e como o processo de ensino-aprendizagem pode ser personalizado para tornar a educação mais efetiva e capaz de promover ganhos no desenvolvimento humano.

Outro ponto debatido nessa matéria do curso de biólogo são os desafios do ensino, o que envolve capacidades intelectuais, estímulos ambientais, contato prévio com o conteúdo, didática do professor e muito mais.

Anatomia Geral e Comparada

No curso de Biológicas, há o conteúdo de Anatomia Geral e Comparada. O foco dele é o aprofundamento nas diferenças estruturais entre os seres vivos, o que inclui compreender a composição dos organismos e o funcionamento deles. Logo, como você já pode imaginar, humanos e animais são observados aqui.

Para tanto, você confere sobre os diferentes tipos de sistemas (respiratório, nervoso, circulatório etc.), os órgãos que estão presentes neles e as particularidades que geram vantagens ou desvantagens para as espécies na natureza.

Também é comum o estudo sobre o desenvolvimento e a regulação desses sistemas, por exemplo, em casos de adaptação, evolução e mutação. Resumindo: é bastante desafiador!

Zoologia de Vertebrados

Outra matéria que não pode faltar aqui é a de Zoologia de Vertebrados. Nela, são tratadas as classificações das espécies animais do grupo dos vertebrados (peixes, répteis, aves e mamíferos). O objetivo é que você conheça não só as particularidades deles, mas quais os aspectos morfológicos e evolutivos que ajudam a identificá-los enquanto categoria no reino animal.

Além disso, há também os ensinamentos práticos de monitoração, avaliação e identificação de animais. Atividades que são muito importantes para quem deseja trabalhar com conservação e pesquisa ambiental, principalmente aquelas realizadas em campo para melhor coleta de dados e vivência prática com o objeto de estudo.

Biologia Molecular e Evolução

Biologia Molecular e Evolução é uma disciplina da faculdade de Biologia que explora os processos biológicos na natureza, assim como o desenvolvimento e o aprimoramento deles. Geralmente, ela apresenta características de espécies distintas, em especial microrganismos, e se debruça sobre a genética e as mudanças nela.

Também é bastante comum que os alunos vejam a respeito dos conceitos teóricos e avaliativos que tratam de seres vivos que sobrevivem e se adaptam no processo evolutivo de forma parasitária. Algo que requer, por exemplo, evidências laboratoriais e análises clínicas. Afinal de contas, não é raro que eles promovam impactos negativos nos hospedeiros, especialmente nos seres humanos.

Microbiologia e Imunologia

Microbiologia e Imunologia promove uma imersão no reino dos microrganismos responsáveis tanto por manter quanto por tirar o equilíbrio da saúde e do bem-estar dos seres vivos. É o caso, por exemplo, dos vírus e das bactérias — muitos deles, vale ressaltar aqui, parasitários e relacionados à disseminação de doenças.

Na matéria, você confere os mecanismos de difusão, alimentação e sobrevivência desses microrganismos, assim como os principais métodos de identificação dos tipos sorológicos já conhecidos. Também ocorre a apresentação da prática dos meios de cultura desses organismos, algo vital para o estudo e o controle deles.

Geologia e Paleontologia

Outra disciplina presente no curso de Ciências Biológicas é a de Geologia e Paleontologia. Esse conteúdo traz dois focos de aprendizado. O primeiro é o estudo da terra, abarcando os materiais que compõe ela, como rochas, minerais e fósseis. Todos eles são muito importantes, pois fornecem dados científicos sobre espécies animais, além dos ciclos de desenvolvimento e mudança do planeta.

O segundo, por sua vez, se aprofunda nas eras históricas da terra, as chamadas Eras Geológicas. O motivo é muito simples: elas revelam como se deu o processo evolutivo no nosso globo, desde os primeiros organismos até os seres vivos existentes hoje. Sem dúvidas, é um aprendizado muito rico sobre a formação da vida e os episódios de extinção que marcaram tanto a flora quanto a fauna terrestres.

Qual é a duração do curso de Biologia?   

De uma maneira geral, o Bacharelado em Biologia leva, em média, 4 anos. A Licenciatura, por sua vez, pode ser concluída entre 2 anos e meio e 4 anos. Ou seja, esta última é uma formação mais enxuta e que o possibilita iniciar sua carreira profissional mais cedo.

No entanto, é preciso entender que a duração da graduação em Ciências Biológicas dependerá, acima de tudo, do tipo de habilitação escolhida que você escolher.

Isso porque cada formato tem uma projeto pedagógico diferente, o que impacta não só a quantidade de horas-aula, mas também as atividades acadêmicas e o número de disciplinas ofertadas ao longo da graduação.

Qual é o preço do curso de Ciências Biológicas?

Na Ampli não há segredo. A mensalidade do curso de Biologia traz o melhor custo-benefício para você: apenas R$ 149,99* mensais. Porém, pensando no seu bolso e em proporcionar uma oportunidade diferenciada aos nossos alunos, há uma condição especial para quem é ingressante, viu?

Trata-se de 30 dias de aula e atividades de curso sem qualquer despesa, justamente com o intuito de que você conheça a rotina acadêmica, experimente o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), tenha contato com o nosso corpo docente e entenda melhor a dinâmica de aulas a distância.

O melhor que para ter acesso a esse benefício é bem simples: apenas é preciso se matricular com a gente. A partir daí, o seu acesso a ao curso está liberado e você tem o mês inteiro para decidir sobre a continuidade ou não da formação.

Como se matricular no curso de Biologia?

Para estudar na Ampli, você tem duas possibilidades. A primeira é fazer o vestibular da nossa instituição que consiste em uma redação. Lembrando que ele não tem custo, visando justamente incentivar você a dar o primeiro passo para entrar no ensino superior.

Já a segunda é voltada para quem fez uma das últimas dez edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Se esse é o caso, saiba que dá para aproveitar a pontuação dele para garantir a sua vaga — desde que não tenha ocorrido zero em nenhuma das áreas de conhecimento, é claro. Ou seja, são meios de ingresso descomplicados!

“E depois da minha aprovação, o que eu devo ou preciso fazer?”, você pode estar se questionando. A partir desse ponto, não tem mistério. Você acessa o nosso app — disponível para iOS e Android — completar o seu cadastro e envia alguns documentos para efetivarmos a sua inscrição como aluno Ampli.

Ao todo, são três documentos: o RG, o CPF e o certificado de conclusão do ensino médio. Quanto a este último, saiba que também é possível encaminhar no lugar a Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) que é o equivalente. Afinal de contas, muitos estudantes não finalizam o ensino médio de forma convencional e acabam fazendo esse exame.

Em que modalidades o curso de Ciências Biológicas é oferecido?

Como você verá neste tópico, é possível fazer a sua faculdade de Biologia em diferentes modalidades de ensino. Cada uma tem diferenciais e vantagens que podem se encaixar melhor não só com os seus interesses, mas também com o tipo de rotina que leva e o seu orçamento disponível para investir no ensino superior. Veja mais!

Ensino presencial

O ensino presencial você já conhece: é aquele com aulas ao vivo em um ou mais espaços da instituição de ensino, como salas, laboratórios, auditórios, estúdios etc. Ele é marcado por horários rígidos de início, intervalo e fim desses encontros e ocorre em três alternativas de turno (matutino, noturno e integral).

Ele ainda é a escolha da maioria dos estudantes do ensino superior. Porém, esse cenário vem mudando — e em um ritmo acelerado ano após ano. Prova disso é que o Censo da Educação de 2019, divulgado pelo Inep, mostra que atualmente apenas 56% dos universitários estão investindo em formações presenciais, sendo que uma década antes esse percentual era expressivamente majoritário, chegando a 83,9%.

Ensino EAD

O ensino EAD é oposto da primeira modalidade. Aqui suas aulas não têm prazos de dia ou turno nem local preestabelecido para você assisti-las, pois elas são conferidas remotamente por meio do ambiente de aprendizagem virtual (AVA).

Na Ampli, por exemplo, o aluno EAD ainda tem a possibilidade de baixá-las no smartphone ou computador para assistir em qualquer lugar e a qualquer momento, sem a necessidade de gastar a internet móvel ou estar conectado ao Wi-Fi.

Algo que é muito positivo para quem gosta de estudar de forma espaçada ao longo do dia. Portanto, você tem uma liberdade maior para definir como será o seu ciclo de aprendizado.

Dessa forma, você tem uma rotina acadêmica, mas sem ser obrigado a estar no campus universitário. Esse é um detalhe que faz a diferença para quem tem outros compromissos para além da da graduação, como é o caso de um emprego ou um negócio que administra.

Afinal, boa parte do seu dia já está comprometido, e nem sempre você tem determinada faixa de horário para se dedicar a aulas presenciais, não é verdade?

Com todas as vantagens do EAD, não é de surpreender o crescimento da modalidade. Tanto é que, ainda levando em conta os dados do Inep, o ensino a distância tem alunos com uma faixa etária muito mais diversa do que o formato presencial (que gira entre 19 a 23 anos), com pessoas entrando por volta de 20 anos e se graduando com cerca de 30 anos.

Isso reflete o fato de que o EAD é bastante procurado por quem não começou o ensino superior logo após terminar a educação básica, está investindo em uma segunda graduação ou mesmo está mudando de área e precisa de uma nova formação.

Ensino semipresencial

Há uma diferença entre EAD e semipresencial, e é importante você conhecê-la. Basicamente, este segundo funciona assim: a parte expositiva da grade curricular, que envolve mais leitura, reflexão crítica e aprofundamento teórico, é feita de forma remota.

Já a parte que traz o desenvolvimento de habilidades práticas e o aprendizado laboratorial ocorre presencialmente. Ou seja, esse formato mescla características dos ensino a distância e do presencial para manter a sua rotina de aulas o mais flexível possível, mas sem abrir mão das atividades que requerem o processo de ensino-aprendizagem ao vivo.

No entanto, fique atento: não são todas as instituições que dispõem dessa modalidade nem todos os cursos que precisam dela, já que a grande maioria das formações permite uma adesão completa e efetiva no modo 100% online.

Qual a importância da instituição de ensino para a sua formação?

A faculdade é responsável direta pela formação que você vai receber no curso de Biologia. Por isso, é de suma importância avaliar as instituições do mercado e escolher aquela que realmente tem diferenciais, como é o caso da Ampli. A começar pelo projeto pedagógico da graduação com metodologia que visa o desenvolvimento paralelo entre hard skills (competências técnicas) e soft skills (habilidades e competências socioemocionais).

Outro ponto de destaque é o corpo docente de professores de Ciências Biológicas. Eles são especialistas, mestres e doutores capacitados para a prática docente e com conhecimento de quem trabalhou não só com produção científica e educação, mas também com práticas de investigação ambiental e biotecnológica.

Vale ainda citar que a Ampli pode ser encontrada em todo o território nacional, conta com mais de 70 mil alunos e oferta suporte personalizado para os universitários. Para completar, ela conta com vasto catálogo de cursos livres e de pós-graduação que serão úteis para você se desenvolver profissionalmente, montar o currículo perfeito e segmentar a sua carreira em uma ou mais especialidades.

Estude Biologia na Ampli!

Como você viu, a faculdade de Biologia não o prepara apenas para dominar os assuntos que envolvem (micro)organismos e meio ambiente. Ao investir em uma Licenciatura, você vai além e também estuda e exercita diferentes habilidades e competências para contribuir com a expansão e o avanço da educação brasileira.

Por essa razão, é importante estudar na Ampli, uma instituição que participa ativamente do seu desenvolvimento profissional, ao mesmo tempo que estimula o seu engajamento com o meio científico.

E aí, ficou animado com o curso de Licenciatura em Biologia? Então não perca tempo, acesse nosso site e se inscreva gratuitamente no nosso vestibular!

*Sujeito a alterações

COMENTÁRIOS