gastrônomo ou gastrólogo
- 0 Com

Gastrônomo ou Gastrólogo: entenda as diferenças

Guia de Profissões

gastrônomo ou gastrólogo

Um dos grandes prazeres da humanidade é a comida. Bons pratos, gostosos e saborosos chamam a atenção de todos. Geralmente quem está por trás desses pratos são profissionais com conhecimento e anos de experiência na cozinha.

Dois deles são o gastrônomo e o gastrólogo. Eles lidam com comida, elaboram receitas, podem até ser chefs de cozinha. Mas um deles não é formado em faculdade, e o outro é. O gastrônomo é aquele que adquiriu sua experiência de cozinha no dia a dia, desenvolvendo novos pratos por meio de tentativa e erro (e muitos acertos). Ele não tem formação acadêmica para exercer a função.

Já o gastrólogo fez faculdade de Gastronomia e tem mais informações teóricas e técnicas sobre os alimentos. Assim, além de desenvolver receitas de dar água na boca, é ele quem é o responsável pela cozinha. Ele precisa conhecer a legislação para manter o estabelecimento em ordem, seguindo os padrões sanitários, além de também gerenciar todo o estoque e produção dos alimentos.

Qual é a formação de um gastrônomo?

Qual a diferença entre gastrônomo ou gastrólogo, como o gastrônomo não tem formação superior, ele pode ser tanto o cozinheiro que acumulou anos de experiência em cozinhas industriais, quanto aquela pessoa que gosta de cozinhar e abre sua empresa para vender pratos em domicílio ou abrir seu restaurante. Há diversos cursos livres e profissionalizantes que ajudam o gastrônomo a gerenciar seu próprio negócio ou a conhecer novas técnicas.

Nada impede que um gastrônomo possa ser chef de cozinha, ainda mais se é alguém que já trabalha há muito tempo na área. Ou até quem quer abrir seu restaurante e quer comandar a cozinha para produzir seus pratos da sua culinária preferida.

Mas há limitações. Por mais que ele faça cursos livres para que possa ter certificado de boas práticas na cozinha (como processos de produção e limpeza), sua formação é limitada no quesito conhecimento mais profundo dos alimentos e de demais leis específicas. É aí que entra a formação específica da Gastronomia.

Qual é a formação de um gastrólogo?

A graduação tecnológica em Gastronomia tem 1 ano e 6 meses de duração. O aluno tem uma formação mais técnica sobre os alimentos e as formas de prepará-los. Além disso, o gastrólogo pode gerenciar estabelecimentos do ramo alimentício e gastronômico. Por exemplo, ele pode ser um gestor de um restaurante, empório, padarias, bistrôs, e outros que lidem com a preparação de alimentos.

As disciplinas do curso de Gastronomia são Planejamento de Cardápio, Gestão de Eventos, Administração Aplicada à Gastronomia, Higiene e Microbiologia dos Alimentos, Cozinha Nutricional, Cozinha Fria, Fundamentos da Cozinha Profissional, História da Gastronomia, Cozinha Brasileira, Cozinha Asiática, Panificação, Confeitaria, Bebidas e Serviços e Alimentos em Bebidas.

No final do curso, além de ter o conhecimento para preparar pratos e desenvolver receitas, o gastrólogo terá capacidade de organizar eventos gastronômicos e gerenciar a cozinha.

Precisa saber cozinhar para ser gastrólogo?

Não precisa e nem é pré-requisito para fazer a faculdade de Gastronomia. Mas, na maior parte das vezes, quem entra nesse curso gosta bastante de cozinhar, tem o que chamamos de ‘dom’ e gosta muito de experimentar novos pratos. 

A faculdade de Gastronomia fornece subsídios para que o futuro gastrólogo possa elaborar suas próprias receitas ou fazer as já existentes. A vantagem é que ele terá um conhecimento mais técnico sobre a propriedade dos alimentos, o que vai facilitar muito na hora de prepará-los. Aquela pessoa que é ‘mão na massa’ e já cozinha há tempos vai se beneficiar muito do curso de Gastronomia. Além de trazer uma formação superior, ele vai poder criar ainda mais receitas com base nos conhecimentos que adquiriu. É uma ótima união profissional.

Veja também: Mercado de trabalho em Gastronomia.

Quem gosta de cozinhar e se forma em Gastronomia tem uma boa oportunidade de trabalho. Um ramo que precisa muito de gastrólogos é o de Hotelaria. Especialmente resorts e hotéis de luxo estão com uma demanda grande por especialistas e chefs de cozinha. O ramo de alimentação vem crescendo também em outros campos, como o de comida pronta e delivery. Ter um gastrólogo que possa elaborar pratos para serem comercializados prontos é uma vantagem, visto que muitas pessoas atualmente não têm tempo de cozinhar.

COMENTÁRIOS